O futuro da hotelaria

  • 04/05/2021
  • 17:00
O futuro da hotelaria

O futuro da hotelaria

Processos e comportamentos acelerados pela pandemia estão transformando o setor hoteleiro

Já não é novidade que o turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia no último ano. Se em 2019, o segmento representava 10,4% do PIB mundial, com as restrições impostas para o controle da covid-19, a contribuição para 5,5% em 2020. Na contramão, empresas que têm entendido as mudanças impostas pelo momento e se adaptado têm recuperado rapidamente as perdas e, segundo relatório do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a recuperação deve ser rápida e ainda em 2021.

Para os hotéis, essa transformação deve passar por uma análise de cenário que entenda como o seu público consumia e consome agora o serviço de hospedagem, tendo em mente que essas mudanças vieram para ficar. Preocupações cada vez maiores com saúde e higiene, necessidade infraestrutura de conexão e facilidades de reserva e pagamento e outros serviços de forma digital são caminhos sem volta, mesmo quando a pandemia acabar.

 

A transformação digital como solução

A urgência de uma transformação digital nunca foi tão sentida no setor. Apesar de o assunto já ocupar muitas discussões anteriores, o cenário de 2020 acelerou o consumo digital e, com isso, a necessidade das empresas estarem prontas para atender essa demanda de seus clientes e parceiros.

Como muitas empresas ainda faziam uso de processos mais analógicos, o contexto trouxe também a oportunidade para que o setor como um todo se modernize, tanto em termos de tecnologia como de cultura de negócio. Agora é o momento ideal para que os hotéis foquem na sua preparação para atender as agências e empresas neste novo momento, tendo em mente que o consumo digital é um caminho sem volta. A reserva, o pagamento, as facilidades durante a hospedagem e o feedback da experiência: não há mais barreira entre o físico e o digital aqui e não voltará a ter.

 

Por onde começar?

Uma mudança como essa começa pela forma como o hoteleiro enxerga seu negócio e o mercado. É uma transformação cultural, em primeiro lugar. A partir disso, o caminho é buscar parceiros e ferramentas que auxiliem nesse processo, escolhendo tecnologias, ferramentas e parceiros que facilitem o processo de transformação tanto para o hotel como para o seu cliente.

Soluções como as oferecidas pela B2B Reserv@as buscam exatamente isso: uma realidade digital muito mais ágil, segura e eficiente com a integração digital da reserva ao pagamento e, ainda, com o menor custo de distribuição para o hoteleiro. Além de garantir um processo mais organizado e sustentável, mudanças como essas estar alinhado às necessidades do momento e dos clientes, com a chance de se reposicionar e abrir novas oportunidades daqui pra frente.

 

Acompanhe nossos conteúdos aqui e no LinkedIn!